House on the Water, 1930, Paul Klee, aguarela e caneta sobre papel sobre cartão, Coleção Privada

Reil Roudes

A Reil Roudes (RR) é uma sociedade comercial sediada em Portugal que tem por objetivo proporcionar no mercado produtos e serviços da mais alta qualidade que têm a casa como principal referência.

A abordagem da RR ao mercado insere-se no neo-modernismo como resposta ao pós-modernismo que regressou quanto baste aos mais que elaborados princípios clássicos.

O neo-modernismo retoma a pureza do modernismo inicial, do século XX, rejeitando novamente as ornamentações excessivas em benefício de um design simples e funcional.

Nas páginas deste seu website, a RR apresenta obras de autores que, na sua maioria, testemunham o modernismo.

Na organização da empresa, utmost and bespoke® funciona como umbrella brand das outras marcas, próprias ou em parceria.

A tag ‘homeware curators’ traduz a capacidade própria dos quadros da empresa quanto à seleção dos produtos ou serviços – e respetivas marcas – que se enquadrem na satisfação de necessidades socialmente pressentidas, no âmbito dos princípios estratégicos orientadores da ação da RR no mercado.

Privilegiam-se, nos produtos, os materiais de origem natural não sujeitos no seu tratamento a processos químicos nocivos para a saúde e biodegradáveis, bem como, nos serviços, os comportamentos responsáveis quanto à proteção do ambiente.

A seleção dos produtos ou serviços resulta, por um lado, em Parcerias estabelecidas com marcas integráveis naqueles princípios.

Por outro lado, traduz-se em Marcas Próprias, que correspondem à consolidação do conhecimento adquirido pelos quadros da RR no âmbito da sua longa atividade comercial.

Os produtos e serviços das marcas, quer as próprias quer as das parcerias, são selecionadas em termos utmost and bespoke®, isto é, são sempre masterpieces e nunca gerados massificadamente.

A ação da RR no mercado tem, como princípios orientadores, o desenvolvimento sustentável preconizado pela ONU, pelo New European Bauhaus e pela Zero, bem como a saúde ambiental pesquisada pela EWG, a qualidade do ar no interior das habitações e a economia circular.

Assim, a RR está com a ONU que, em Setembro de 2015, aprovou a Agenda para o Desenvolvimento Sustentável, cujo período de implementação decorre até 2030.

E tem, também, presente o New European Bauhaus como iniciativa criativa e interdisciplinar que conecta o European Green Deal (“striving to be the first climate-neutral continent”) aos nossos espaços e experiências de vida.

Como associada da Zero, a RR subscreve o entendimento, segundo o qual,

“a estratégia para o futuro passa por uma agenda do bem-estar, da preservação da natureza e da sua capacidade para nos proporcionar um serviço fundamental à sobrevivência (como a água para beber, o ar para respirar, o solo para produzir alimentos ou mesmo o usufruto dos espaços livres), pela diminuição do uso de recursos, da eliminação das desigualdades e promoção da justiça social”.

A RR tornou-se apoiante do Environment Working Group – ewg – como fonte de informação no processo de seleção das Parcerias, bem como para disponibilização ao mercado de conhecimento relevante quanto aos químicos tóxicos que se encontram em muitos produtos. A missão da EWG é promover pesquisas inovadoras que permitam escolhas informadas e, assim, contribuir para uma vida saudável, em ambiente salubre.

Tendo a casa como referência, a qualidade do ar interior (QAI) nas habitações constitui também um princípio orientador da ação da RR.

Segundo a OMS, a poluição do ar em ambiente doméstico está na base de um problema de saúde de nível mundial, estando na origem de cerca de 3,9 milhões de mortes anualmente.

A poluição do ar interior em habitações centra-se principalmente nas emissões contaminantes por parte de diversas fontes emissoras interiores que influenciam a QAI. A poluição do ar em habitações pode estar associada ao risco de cancro no pulmão, do colo do útero e outros tipos de cancro.

Durante o sono, o nariz e a boca estão em proximidade direta a fontes emissoras como colchões, travesseiro e lençóis, por um período longo de tempo, sendo que essas fontes emitem contaminantes tais como ftalatos, isocianatos e formaldeído, para além de outros compostos orgânicos voláteis (COV’s).

Deste modo, nos processos de pesquisa de produtos ou marcas para comercialização, a RR tem em atenção os efeitos que esses produtos podem ter na QAI das habitações.

A economia circular (EC) assume igualmente um papel importante como princípio estratégico da RR na seleção das suas Parcerias, na medida em que a redução do desperdício ou dos resíduos, objetivos cimeiros da EC, se coadunam com a conceção de produtos com ciclos de vida alargados, e biodegradáveis.